O QUE É MARÉ?

August 16, 2018

A maré é uma onda mecânica de grande amplitude, a qual seu período é na escala de horas, variando de acordo com a situação astronômica e meteorológica no instante e local. A Lua e o Sol influenciam nas mares por meio da força da gravidade, mas principalmente a Lua, pois o sol corresponde somente 46% do efeito induzido pela lua.

Podemos definir duas mares iniciais levando em consideração a influencia de atração astronômica do sol e da lua:

Mare de sizígia: ocorrem em períodos de lua cheia e lua nova, quando o sol, a terra e a lua estão alinhados, fazendo as forças gravitacionais coincidirem e consequentemente as marés terem maior amplitude.

Maré de quadratura: ocorrem em períodos de lua crescente e minguante, quando os astros estão em quadratura, com ângulo de 90° entre eles, promovendo interferência nas forças de gravidade e consequentemente as marés são menores.

 

 

 

 

A Lua e o Sol apresentam variações cíclicas, e assim, produzem oscilações do nível do mar e dos componentes de maré. Mas vale a pena lembrar que a maré que vemos na costa é uma combinação da maré astronômica (gerada exclusivamente pela atração gravitacional) e da maré meteorológica (gerada por influencias de pressões e ventos).

Uma das classificações das marés é em relação ao nível delas, sendo a maré alta (preamar) o nível máximo atingido em um ciclo e a maré baixa (baixa-mar) o nível mínimo atingido em um ciclo. As marés podem ser também diferenciadas de acordo com sua frequência de oscilação, o qual muda de local para local. Existe a maré semidiurna pura (em que ocorre duas premares e duas baixa-mares por dia), a diurna (uma preamar e uma baixa-mar por dia) e a semidiurna mista (parte do mês diurna e parte semidiurna). Essa marés ocorrem no globo como mostra a figura abaixo:

 

 

 

 

As amplitudes das marés também se diferenciam bastante de local para local. Isso se dá por exemplo, pelo diferente formato das bacias oceânicas, que podem aumentar a amplitude das ondas quando ocorre o fenômeno da ressonância. Outro exemplo são os mares semifechados e golfos, que também podem apresentar uma dinâmica diferenciada e além disso, a geometria das plataformas continentais, presença de estuários e rios podem alterar a onda de maré. Elas podem se modificar também quando se aproximam da plataforma e depois da costa, onde é mais raso e a morfologia é diferente, aumenta o atrito com o fundo, modificando-as e dando origem a oscilações não diretamente relacionadas aos movimentos astronômicos.

 Por fim, devemos ressaltar a importância do estudo das marés, já que sua dinâmica influencia na vida marinha, principalmente costeira, em locais como estuários que se encontra em uma zona intermediaria entre o rio e o mar. Também é importante em construções de portos e marinas, para determinar a dinâmica do local. Além disso, as marés começaram recentemente a ser usadas como fonte de geração de energia de forma semelhante as hidroelétricas.

 

 

 

Compartilhar
Please reload

  • LinkedIn ícone social
  • Facebook ícone social
  • Instagram ícone social
  • YouTube ícone social

Universidade Federal do Espirito Santo - Campus Goiabeiras

Av. Fernando Ferrari, 514 - Goiabeiras, Vitória - ES, 29075-073 

Tel: (27) 3335-7699   (27) 988 799 807

comercial@ecoceanoej.com